Para uma possível teoria da história dos Direitos Humanos. Doi: 10.5020/2317-2150.2011.v16n1p273

Ricardo Marcelo Fonseca

Resumo


Este texto busca indicar algumas ideias que podem servir como premissas teóricas necessárias para se estabelecer uma teoria da história dos direitos humanos. Pensar o passado dos direitos – e dos direitos humanos, em particular – exige algumas atitudes teóricas que escapem de abordagem simplificadoras, tão comuns até mesmo em algumas das abordagens que se imaginam mais avançadas. Coloca-se, por isso, a necessidade de se escapar, na análise dos direitos humanos, das perspectivas essencialistas e que ignoram a necessária contextualização dos direitos; das perspectivas que levam demasiadamente longe as ideias de universalismo e racionalismo abstrato; e daquelas abordagens que não estão atentas aos peculiares mecanismos políticos de nosso tempo. Com isso, não só a compreensão como também a operacionalização dos direitos humanos sai fortalecida e renovada.

Palavras-chave


Direitos humanos. História. Teoria da história. Contextualização.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23172150.2012.273-291

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia