Agamben e Derrida: A Escrita Da Lei (sem Forma). Doi: 10.5020/2317-2150.2011.v16n2p795

Vera Karam de Chueiri

Resumo


O presente artigo parte da ideia de aporia que é uma categoria presente tanto nos escritos de Jacques Derrida quanto nos de Giorgio Agamben, a partir da qual se enfrentam questões relativas ao direito, à política e à justiça. Os limiares que marcam a relação entre direito e política, e direito e justiça expõem e depõem a violência que lhes é constitutiva. Neste sentido, os autores recorrem aos trabalhos de Carl Schmitt e Walter Benjamin, sobretudo à ideia de exceção soberana e à aporia através da qual ela se revela. Entretanto, o fato de o direito, a política e a justiça serem marcados pela violência e por uma relação sempre aporética não alivia a responsabilidade de se decidir nestas instâncias, mas, ao contrário, exige a decisão. Tal fato é discutido neste artigo nas considerações que se faz sobre estado de exceção, força de lei, fundamento da autoridade e
messianismo.

Palavras-chave


Aporia. Estado de exceção. Violência. Autoridade. Direito.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23172150.2012.795-824

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia