Arte e vida: integração social - direito das crianças à educação e expressão artísticas. Doi: 10.5020/2317-2150.2008.v13n1p65

Carolina Campos

Resumo


Este trabalho divide-se em três partes, todas vinculadas ao direito das crianças à educação e expressão artísticas. O objetivo é divulgar este direito. A primeira parte tem um prisma jurídico, ou seja, como as convenções internacionais, a Constituição Federal e as leis abordam este tema. A segunda, um ponto de vista eminentemente antropológico, sociológico e pedagógico, sempre na perspectiva dos direitos humanos. A terceira, de cunho descritivo, apresenta ações levadas pela Fundação Art and Life/Arte e Vida, a organização não governamental - ONG especializada em oficinas de artes plásticas para crianças em todo mundo. A arte é um patrimônio. A postura defendida é de distribuição justa de riquezas, inclusive as do tesouro artístico-cultural-educacional e da democratização dos conhecimentos. Conclui-se que criar, expressar-se, interagir e conviver, a arte também ensina. A arte, dessa forma, antecede a vida, porque a gera (antecede em sua acepção, não cronológica, mas lógica). A arte a transforma de mera sobrevivência em vida. Além disso, há a confirmação empírica da importância desse conhecimento e vivência, mediante experiências com oficinas de arte, porque os resultados encorajam e reforçam a convicção de que o acesso a este direito deve ser expandido.

Palavras-chave


Arte. Infância. Criança. Direito. Educação. Expressão.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23172150.2012.65-74

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia