Antígona: o trágico da ação e o aprendizado de si. Doi: 10.5020/2317-2150.2008.v13n1p148

T. Lisieux Maia

Resumo


As vozes da não-filosofia orientam, através da tessitura da intriga, a reflexão sobre a sabedoria trágica e a sabedoria prática, fechando o ciclo fenomenológico-hermenêutico. As considerações finais indicam que os pressupostos da ética incluem os da moral, auscultando toda a sabedoria da tragédia grega, da Regra de Ouro, da consciência de si e da responsabilidade diante do outro.

Palavras-chave


Tragédia grega. Intriga. Ética. Moral. Justiça.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23172150.2012.148-157

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia