Teoria política da justiça como fundamento ético do estado. Doi: 10.5020/2317-2150.2007.v12.ed.esp.p152

Newton de Menezes Albuquerque

Resumo


A partir das reflexões clássicas modernas de Rousseau, Hegel e Marx - favoráveis ao reconhecimento da soberania popular -, aborda-se o tema da justiça na constituição de uma ordem política e jurídica legítima. Com tais pressupostos, examina-se a possibilidade de uma concepção substantiva de Estado Democrático, capaz de romper com o enfoque estritamente formalista e minimalista da justiça proposto pelo liberalismo moderno.

Palavras-chave


Soberania. Crítica do liberalismo. Estado democrático.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5020/23172150.2012.152-161

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Pensar: Rev. Pen., Fortaleza, CE, Brasil. e-ISSN: 2317-2150 Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia