Análise da composição físico-química da sujidade de plantas fotovoltaicas: estudo de caso para Fortaleza

Marcelo Ferreira Freitas Filho, Danielly Norberto Araujo, Paulo Cesar Marques de Carvalho, José Marcos Sasaki

Resumo


Com o crescimento do setor fotovoltaico (FV), estudos que buscam aumentar a eficiência de módulos FV e analisar os fatores que impactam o seu desempenho vêm se intensificando. Sujidade é um dos parâmetros que interferem negativamente no desempenho dos módulos, cujo impacto depende não apenas da quantidade de sujeira acumulada, mas também da composição química e física da sujeira. Assim, o presente artigo tem como objetivo analisar a composição físico-química de amostras de sujidades coletadas de duas plantas FV localizadas na zona urbana de Fortaleza-CE. Na análise, as técnicas difração de raios x (DRX), fluorescência de raios x (FRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e espetroscopia de energia dispersiva (EDS, Energy Dispersive Spectroscopy) são utilizadas para caracterização das sujidades. Por meio do DRX, as fases cristalinas identificadas são: SiO2, Fe2O3, KAl2(AlSi3O10)(OH)2, NaCl, CaCO3 e C6H8O6. Com o uso da FRX, os elementos encontrados com maior representatividade são: alumínio (8,87% na planta 1 e 10,30% na planta 2), silício (36,67% na planta 1 e 40,23% na planta 2), ferro (19,55% na planta 1 e 17,28% na planta 2) e cálcio (18,27% na planta 1 e 17,18% na planta 2), o que é comum em áreas próximas a avenidas com grande fluxo de veículos. Utilizando o MEV, viu-se que o tamanho médio das partículas está na escala dos micrometros e, a partir da técnica EDS, que, além dos elementos encontrados pelo FRX, também há a presença dos elementos carbono (C), oxigênio (O) e sódio (Na) nas amostras.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Danielly Norberto; CARVALHO, Paulo Cesar Marques; DUPONT, Ivonne Montero. Efeitos da acumulação de sujeira sobre o desempenho de módulos fotovoltaicos. Revista Tecnologia, v. 40, n. 2, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180730.2019.9414

CONCEIÇÃO, R. et al. Saharan dust transport to Europe and its impact on photovoltaic performance: A case study of in Portugal. Solar Energy, v. 160, n. November 2018, p. 94–102, 2018. Disponível em: .

COSTA, S. C. S. et al. Caracterização físico-química da sujidade depositada sobre módulos fotovoltaicos instalados em zonas climáticas de Minas Gerais. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENERGIA SOLAR, 6., 2016, Belo Horizonte. [Anais]. Belo Horizonte: [s. n.], 2016.

COSTA, S. C.; DINIZ, A. S. A.; KAZMERSKI, L. L. Solar energy dust and r&d progress: Literature review update for 2016. Renewable and Sustainable Energy Reviews, Elsevier, v. 82, p. 2504–2536, 2018.

DEDAVID, B. A.; GOMES, C. I.; MACHADO, G. Microscopia eletrônica de varredura aplicações e preparação de amostras. Porto Alegre, 2007.

EPE. Empresa de Pesquisa Energética - Balanço Energético Nacional. 2019. Disponível em: http://www.epe.gov.br/pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/balanco-energetico-nacional-ben. Acesso em: 20 mar. 2020.

FERRADA, P. et al. Physicochemical characterization of from photovoltaic facilities in arid locations in the Atacama Desert. Solar Energy, v. 187, n. May, p. 47–56, 2019. Disponível em: .

FREITAS FILHO, M. F. Análise da composição da sujidade em plantas fotovoltaicas instaladas na zona urbana de Fortaleza. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Energias Renováveis) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.

GHOLAMI, A. et al. Experimental investigation of dust deposition effects on photo-voltaic output performance. Solar Energy, v. 159, n. November 2017, p. 346–352, 2018. Disponível em: .

HACHICHA, A. A.; AL-SAWAFTA, I.; SAID, Z. Impact of dust on the performance of solar photovoltaic (PV) systems under United Arab Emirates weather conditions. Renewable Energy, v. 141, p. 287–297, 2019. Disponível em: .

IEA. International Energy Agency - Snapshot of Global Markets. 2019. Disponível em: http://www.iea-pvps.org/fileadmin/dam/public/report/statistics/IEA-PVPS_T1_35_ Snapshot2019-Report.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

JAVED, W.; WUBULIKASIMU, Y.; FIGGIS, B.; GUO, B. Characterization of dust accumulated on photovoltaic panels in doha, qatar. Solar Energy, Elsevier, v. 142, p. 123–135, 2017.

KAZEM, H. A.; CHAICHAN, M. T. Experimental analysis of the effect of dust’s physical properties on photovoltaic modules in northern oman. Solar Energy, Elsevier, v. 139, p. 68–80, 2016.

LAWRENCE, C. R.; NEFF, J. C. The contemporary physical and chemical flux of aeolian dust: A synthesis of direct measurements of dust deposition. Chemical Geology, Elsevier, v. 267, n. 1-2, p. 46–63, 2009.

MANUAL MEV QUANTA 450 FEG. Central Analítica da Universidade Federal do Ceará. Setembro, 2015.

MENOUFI, K. et al. Dust accumulation on photovoltaic panels: A case study at the East Bank of the Nile (Beni-Suef, Egypt). Energy Procedia, v. 128, p. 24–31, 2017. Disponível em: .

MORAWSKA, L.; ZANG J. 2001. Combustion sources of particles: Health relevance and source signatures. Chemosphere In press. [S.l.], 2001.

ROMANHOLO, P. V. V. et al. Sujidade Depositada Sobre Módulos Fotovoltaicos Instalados Em Goiânia: Morfologia E Composição Química. Energia solar e eólica 2. In: VII Congresso Brasileiro de Energia Solar, 2018, Gramado: [s.n.], 2018.

SAIDAN, M.; ALBAALI, A. G.; ALASIS, E.; KALDELLIS, J. K. Experimental study on the effect of dust deposition on solar photovoltaic panels in desert environment. Renewable Energy, Elsevier, v. 92, p. 499–505, 2016.

SCHWELA, D. H.; MORAWSKA, L.; KOTZIAS, D. Guidelines for concentration and exposure-response measurement of fine and ultra fine particulate matter for use in epidemiological studies. In: Guidelines for concentration and exposure-response measurement of fine and ultra fine particulate matter for use in epidemiological studies. [s.l.:s.n.], 2002.

TANESAB, J. et al. The effect of dust with different morphologies on the performance degradation of photovoltaic modules. Sustainable Energy Technologies and Assessments, v. 31, n. December 2018, p. 347–354, 2019.




DOI: https://doi.org/10.5020/23180730.0.10751

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia