Estudo da malha aérea e infraestrutura do complexo aeroportuário de Fortaleza após privatização

Bruno da Silva Sales, Nelson Bezerra Ferreira Junior, Viviane Adriano Falcão, Paulo Victor Carneiro Araujo

Resumo


Um aeroporto consiste em uma instalação em solo dotada de sistemas para suporte de operações de aeronaves, especialmente pousos e decolagens. O presente estudo visa realizar uma pesquisa bibliográfica e informativa da malha aérea distribuída em seus diversos níveis, quais sejam: regional, nacional e internacional. Também avalia as características da infraestrutura do aeroporto de Fortaleza, tais como a classe e aeronave crítica, sendo reportadas as melhorias realizadas na reforma de ampliação, prospectando o atendimento de uma maior demanda, com maior fluidez, gerando indicadores positivos ao parque aeroportuário. Por fim, com a prospecção do aumento no fluxo de passageiros no modal aéreo que passa pelo aeroporto de Fortaleza (embarque, desembarque, conexão) no final da concessão, que ocorrerá no ano de 2046, mostra-se a necessidade de manter investimentos contínuos para manter a qualidade nos serviços prestados e garantir o desenvolvimento do setor no parque aeroportuário de Fortaleza.

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL. Anuário estatístico operacional: 2018. Brasília: ANAC, 2018.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL. Contrato de concessão para ampliação, manutenção e exploração do aeroporto internacional de Fortaleza - Pinto Martins. Brasília: ANAC, 2019. 59 p.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL. RBAC 139: regulamento brasileiro da aviação civil. Brasília: ANAC, 2012.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL. RBAC 154: regulamento brasileiro da aviação civil. Brasília: ANAC, 2019.

AVIAÇÃO Ceará: novo destino a bordo. Fortaleza, Ce: O Povo, Fortaleza, 26 fev. 2019.Disponível em: <https://digital.opovo.com.br/aviacaoceara&gt. Acesso em: 31 jul. 2019.

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO. Estudo do setor de transporte aéreo do Brasil: relatório consolidado. Rio de Janeiro: McKinsey&Company, 2010. 380p

BARAT, Josef. Globalização logística e transporte aéreo. São Paulo: Senac, 2012. 268 p.

BRASIL. Ministério da Infraestrutura. Hórus. Brasília:Ministério da Infraestrutura,2018. Disponível em: http://www.infraestrutura.gov.br/rede-aeroportos.html. Acesso em: 26 out. 2019.

DANTAS, Eustógio Wanderley Correia. Construção da imagem turística de Fortaleza/Ceará. Revista de Geografia da UFC, Fortaleza, v. 1, n. 1, p.54-60, 2002.

ENGLUND, Markus. Great Circle Map:imagensNASA terrametrics. 2017. Disponível em: https://www.greatcirclemap.com/. Acesso em: 17 ago. 2019.

FALCÃO, Viviane Adriano. Demanda aeroportuária de Manaus e sua influência para o setor de turismo da região. JournalOfTransportLiterature, Manaus, v. 7, n. 1, p.127-146, jan. 2013.

FRANCISCO, Wagner de Cerqueria e. A economia do Ceará. Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/a-economia-ceara.htm. Acesso em 22 set 2018.

FRAPORT. Fortaleza Airport: 2019. Disponível em: https://fortaleza-airport.com.br/pt/. Acesso em: 19out. 2019.

IBGE. Produto Interno Bruto dos estados e municípios – PIB. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Disponível em: .https://www.ibge.gov.br/explica/pib.php. Acesso em: 12 nov. 2019.

INFRAERO.Histórico do Aeroporto. Brasília:Infraero,2017. Disponível em:https://web.archive.org/web/20170904215411/http://www4.infraero.gov.br/aeroportos/aeroporto-internacional-de-fortaleza-pinto-martins/sobre-o-aeroporto/historico/. Acesso em: 2 out. 2019.

INFRAERO. Projeto de expansão do Aeroporto de Fortaleza. Diário do Nordeste, Fortaleza, 1 fev.2019. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/online/confira-detalhes-do-projeto-de-expansao-do-aeroporto-de-fortaleza-1.2057713. Acesso em: 02 out. 2019.

LIMA, Nathana Alcântara. Análise econométrica aplicada ao planejamento de infraestrutura aeroportuária: Estudo de caso do aeroporto de Vitória. Revista Tecnologia, Fortaleza, v. 34, n. 1 e 2, p.104-112, dez. 2013.

MELO, David Lincoln de Sousa. Análise da capacidade do terminal de passageiros do aeroporto internacional Pinto Martins em função de modificações na geometria da pista de pouso e decolagem. 2017.77f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Civil) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.

PEREIRA, Alexis Zanoni Vasconcelos Rodrigues. Análise comparativa de modelos de aeronaves comerciais concorrentes de mercado que tem como nicho a aviação regional através de projeções de rotas na região nordeste e no estado do Ceará envolvendo aeroportos regionais e sistêmicos. 2018. 58f. Trabalho deConclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Mecânica) - Centro de Ciências Tecnológicas, Universidade de Fortaleza, Fortaleza, 2018.

PINHEIRO, Yohanna, Governo planeja novos incentivos para aviação regional no Estado. Diário do Nordeste. Fortaleza, 1 mar.2019. Caderno Negócios. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/governo-planeja-novos-incentivos-para-aviacao-regional-no-estado-1.2070031. Acesso em: 30 jul. 2019.

PINTO, Marcos (coord.). Relatório 1:estudos de mercado: aeroporto internacional Pinto Martins. Fortaleza, 2015. 206p.

SOARES, Rogério Barbosa et al. (org.). Indicadores Econômicos do Ceará. Fortaleza: Ipece, 2017. p.1.Disponível em: https://www.ipece.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/45/2019/02/Indicadores_Economicos_2013_a_2017.pdf. Acesso em: 11 jan. 2020.




DOI: https://doi.org/10.5020/23180730.2020.10889

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia