Análise das condições de instabilidade atmosférica associadas à ocorrência de um sistema convectivo de mesoescala sobre a região metropolitana de Fortaleza – Ceará.

Emerson Mariano da Silva, Vera Lúcia C. Silva, Francisco Walber F. da Silva

Resumo


Nesse trabalho investigaram-se as condições de instabilidade atmosférica associadas à ocorrência de um Sistema Convectivo de Mesoescala (SCM) na região metropolitana de Fortaleza — CE, no dia 06/04/2002. O estudo é baseado em índices (K, TT e LI), que quantificam o grau de instabilidade
na atmosfera, e na Energia Potencial Disponível para Convecção — CAPE (Convective Available Potential Energy). São usados dados de radiossondagens e imagens de um radar meteorológico coletados durante o Experimento de Microfísica de Nuvens (EMfiN!), realizado na cidade de
Fortaleza - CE, no período de 02 a 12 de abril de 2002. Resultados preliminares mostram que o SCM do dia 06/04/2002 produziu uma grande quantidade de precipitação na região metropolitana de Fortaleza, equivalente a da média histórica do município no mês de abril. Em adição, apresentaram-se diagramas meteorológicos (Skew T, Log P) que possibilitam identificar a presença e as condições
de instabilidade associadas a esses tipos de sistemas meteorológicos.

Palavras-chave


sistema convectivo de mesoescala, instabilidade atmosférica, precipitação pluviométrica.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia