Eficiência de painéis de fibras vegetais utilizados para sistemas de resfriamento evaporativo direto: um estudo experimental

Reginaldo Soares de Oliveira

Resumo


Este artigo investiga a eficiência do resfriamento evaporativo de duas estruturas compostas por materiais vegetais economicamente e ecologicamente viáveis (fibra de coco e luffa), comparada a de um painel comercial (papel kraft). Foram testadas três condições de vazões de água e ar através dos painéis (0,10 m e 0,15 m de espessura). Para caracterizar cada painel, foram determinadas as perdas de cargas, velocidades de ar, vazões de água, absorção de água, gramatura e densidade. Os melhores resultados corresponderam a painéis de 0,15 m de espessura, com temperatura de 36 °C e 24% de umidade relativa para a entrada de ar, com 89,3 g/s de vazão de água e 0,6 m/s de velocidade de ar. Nessas condições, a eficiência de resfriamento foi de 77,3% (luffa), 79,9% (coco) e 84,5% (comercial). Este estudo mostra que as fibras vegetais apresentam perspectivas promissoras para o uso em escala industrial.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia