(Re)conhecimento das condições de vida dos catadores autônomos de materiais reutilizáveis e recicláveis do Centro de Fortaleza

Ana Patrícia Pereira da Silva, Gemmelle Oliveira Santos

Resumo


Este trabalho apresenta parte dos resultados de uma pesquisa de mestrado cujo objetivo foi re(conhecer) as condições de vida (situação social, econômica e de trabalho) dos catadores autônomos que de materiais reutilizáveis e recicláveis que trabalham no Centro da cidade de Fortaleza-Ceará. O Centro foi escolhido porque sua dinâmica econômica e social resulta em uma grande quantidade de resíduos sólidos recicláveis diariamente, o que atrai muitos catadores. A pesquisa envolveu a aplicação de questionários com 25 catadores autônomos voluntários, sendo que cada questionário teve 20 perguntas entre abertas e fechadas. O trabalho de campo ocorreu durante o mês de março de 2016. Observou-se que a maioria dos entrevistados está na fase mais produtiva da vida, pertence ao sexo masculino, tem baixo nível de escolaridade, ganham abaixo de um salário mínimo e estão subordinados aos donos de depósitos. O cotidiano é marcado por desrespeito, problemas de saúde, precariedade dos instrumentos de trabalho e dificuldades na organização laboral. Curiosamente, quase todos se consideram satisfeitos com o trabalho e percebem a importância do seu trabalho para a limpeza da cidade, reciclagem e preservação ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5020/23180730.2016.V37.1/2.19-36

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Revista Tecnologia, Fortaleza - Ceará- Brasil – E-ISSN: 2318-0730

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia